Santos

Em adeus de Renato, Santos bate Galo e garante vaga na Sul-Americana

Adeus de Renato

O Santos garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana de 2019 durante a noite deste sábado. Jogando em uma esvaziada Vila Belmiro, o Peixe voltou a mostrar um futebol ofensivo e derrotou o Atlético-MG por 3 a 2, com gols de Carlos Sánchez, Felippe Cardoso e Gabriel – Ricardo Oliveira (2) descontou para a equipe visitante.

Com o resultado, além de encerrar uma série de cinco partidas sem vitória, o Santos assumiu o nono lugar do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, não podendo mais ser ultrapassado pelo Fluminense (42), último clube dentro da zona de classificação à próxima Sul-Americana. Já o Galo segue na sexta colocação, com 56 pontos, mas pode deixar o G6 neste domingo em caso de vitória do Atlético-PR sobre o Ceará, em Curitiba.

Para além da vaga, o triunfo fez Renato encerrar sua carreira de jogador com chave de ouro. O volante, acionado no segundo tempo, fez sua 424ª partida pelo Santos. Em 2019, ele assumirá o cargo de diretor-executivo de futebol do Peixe. O duelo também marcou a despedida de Cuca da Vila Belmiro, uma vez que o treinador deixará o comando da equipe ao final desta temporada por problemas de saúde.

Pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos enfrentará o Sport na Ilha do Retiro, no próximo domingo (2), às 17 horas (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Galo tentará se garantir na Libertadores de 2019 contra o Botafogo, no Independência.

O Jogo – Em um lance de extrema categoria, o Santos abriu o placar assim que o relógio marcou um minuto de bola rolando. Cobrando falta frontal, Carlos Sánchez bateu por cima da barreira, sem chances para Victor.

Melhor na partida, o Galo não demorou a responder e se valeu da lei do ex para empatar. Aos 16 minutos, após puxar contra-ataque, Chará tabelou com Luan e acionou Ricardo Oliveira, que chutou da entrada da área, no canto.

Vanderlei ainda deu um toque na bola, mas ela balançou as redes. O gol fez o Peixe acordar e pular novamente à frente no placar aos 33 minutos, quando Felippe Cardoso tabelou com Diego Pituca, driblou o zagueiro dentro da área e bateu forte, deslocando Victor.

Pouco depois, o Santos voltaria a se aproveitar da desatenção da defesa mineira para ampliar a vantagem. Aos 36, Gabigol recebeu passe de Dodô na esquerda e, livre de marcação, tocou na saída de Victor antes de comemorar com a torcida no alambrado. No fim do primeiro tempo, Sánchez ainda desperdiçaria grande chance, após rápido contra-ataque.

Em uma falha de Vanderlei, o Atlético-MG diminuiu o prejuízo no começo da etapa complementar. Aos sete minutos, o goleiro saiu mal após cobrança de escanteio e viu a bola bater em Ricardo Oliveira e desviar em Alison antes de entrar no gol.

Com dificuldades na marcação, o Santos passou a apelar para as faltas, o que fez Dodô, Alison e Diego Pituca ficarem pendurados com cartão amarelo. A situação ficaria ainda mais difícil quando Sánchez parou contra-ataque promissor do Galo com falta dura em Elias, sendo expulso com o vermelho direto.

Para fechar o Santos de vez, Cuca colocou Renato e Copete nas vagas de Gabigol e Derlis. As alterações surtiram efeito, já que os donos da casa conseguiram segurar mais a bola e se defenderam melhor para assegurar o triunfo no último jogo disputado na Vila em 2018.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 24 de novembro de 2018 (sábado)
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi
Cartão Amarelo: Gabriel, Dodô, Alison e Diego Pituca  (Santos); Cazares
Cartão Vermelho: Carlos Sanchéz (Santos)
Gols: 

SANTOS: Carlos Sánchez, a 1 minuto, Felippe Cardoso, aos 33, e Gabriel, aos 36 do 1º tempo
ATLÉTICO-MG: Ricardo Oliveira, aos 16 minutos do 1º tempo, e aos 7 minutos do 2º tempo

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Gabigol (Renato), Derlis González (Jonathan Copete) e Felippe Cardoso (Rodrygo)
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Galdezani (Alerrandro), Elias e Cazares; Luan (Lucas Cândido), Chará (Terans) e Ricardo Oliveira
Técnico: Levir Culpi

 Gazeta Esportiva.

0 comentário em “Em adeus de Renato, Santos bate Galo e garante vaga na Sul-Americana

Deixe um comentário