Política

Aberta nova turma de formação em Direitos Humanos

Curso tem início no dia 22 e é voltado para servidores municipais atuantes no programa Territórios em Rede

A Prefeitura de Araraquara dará início, a partir da próxima segunda-feira (22), à nova turma da formação em Direitos Humanos voltada a servidores municipais. Os encontros acontecem na Biblioteca Municipal, sempre às segundas-feiras, das 13h às 16h, e vão até o dia 3 de junho.

A formação, que chega agora a sua segunda turma, está inserida no projeto “Direitos Humanos: Araraquara no combate a todas as formas de violência e violação de direitos”, uma ação da Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular e da Secretaria Municipal de Justiça e Cidadania, por meio da Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos e da Escola de Governo Municipal.

SAIBA MAIS.:  Facira 2019 vem aí com Feira Internacional de Negócios

A nova turma reúne cerca de 60 servidores municipais das secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, Saúde, Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Esportes e Cultura.

A formação tem como foco inicial os servidores atuantes nos territórios prioritários inseridos no programa Territórios em Rede, que visa fortalecer a rede intersetorial de proteção social em seis regiões caracterizadas por seus índices de vulnerabilidade social: Cruzeiro do Sul, Jardim São Rafael, Cecap (incluindo o Residencial dos Oitis), Jardim das Hortênsias, Parque São Paulo e Valle Verde.

Os encontros abordarão o papel do Município no combate à violação de Direitos Humanos, além das questões da criança e do adolescente, juventude, violência contra a mulher, pessoa com deficiência, relações étnico-raciais, políticas LGBT e idosos, entre outros temas relacionados.

SAIBA MAIS.:  Prefeitura apresenta projeto para a Caixa Federal

O projeto tem por pressuposto a promoção dos Direitos Humanos como princípios orientadores das políticas públicas do Município para que seja possível universalizar direitos em contextos territoriais de desigualdade, assegurando a cidadania plena por meio do combate às desigualdades estruturais e a todas as formas de violação de direitos, tanto no campo dos direitos civis e políticos, quanto na esfera dos direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais.

A primeira turma teve encontros de agosto a outubro do ano passado e reuniu cerca de 90 servidores das secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, Saúde e de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública.

x