Esporte

Atletas olímpicos treinam em Araraquara

Erick Vianna e Éder Sousa, atletas de bobsled e 110m com barreiras, treinam na Pista de Atletismo

A

Os atletas Erick Gilson Vianna Jerônimo, de 25 anos, e Éder Antônio de Souza, 32, que disputaram as mais recente Olimpíadas, de Inverno na Coreia do Sul (2018) e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016), respectivamente, treinam na Pista de Atletismo Armando Garlippe e nas academias Tribo Cross Fit e Liv para os novos desafios em 2019.

Ambos são araraquarenses e foram alunos das Escolinhas de Esportes da Prefeitura e já competiram em mais de 15 países. Agora, são atletas formados e com bolsa olímpica.

Pentacampeão dos Jogos Regionais nas provas de 100 metros rasos, Erick treina para os próximos desafios de 2019 e também para as provas internacionais de bobsled, modalidade que ele atua pela seleção brasileira e é bicampeão da Copa América, títulos conquistados nos Estados Unidos e Canadá.

SAIBA MAIS.:  Fundista da Fundesport traz bom resultado de Santos

“Eu tenho visto muitos jovens praticando o atletismo nas Escolinhas de Esportes e isso vem crescendo a partir de 2014. Já temos algumas revelações, inclusive o paraolímpico Pablo Furlan com destaque na seleção juvenil”, comenta Erick, que começou a carreira com o técnico Bonifácio, da Fundesport, em 2006.

Quanto a seleção brasileira, Erick está treinando na função de piloto do trenó do bobsled. “É um grande aprendizado pilotar o trenó que atinge uma velocidade de 155 quilômetros por hora e espero estar bem para as Olimpíadas de Inverno de 2022 na China”, projeta otimista.

Éder

Líder da nova equipe de atletismo do São Paulo FC e integrante da seleção Brasileira, Éder Souza diz que o momento é de treinamento intenso neste período base para as competições de 2019.

SAIBA MAIS.:  Araraquara é sede da terceira etapa do Circuito Rúgbi Feminino

“Em 2019, teremos pela frente o campeonato sulamericano de atletismo e os Jogos Pan-americianos, ambos no Peru, e o Mundial no Catar”, projeta.

Para as disputas das Olímpiadas no Rio e Janeiro, em 2016, Éder cravou 13’45 nos 110 metros com barreiras.

Ele também começou com o técnico Bonifácio, em 2000, durante os jogos escolares. Foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro Menor no salto em distância com a marca de 7,35, recorda.

“O que eu tenho eu conquistei com o esporte e continuo a luta de transformar a vida das pessoas”, afirma, o educador físico.