Política Saúde

CAPS-AD diminui taxas de internações em Araraquara

Centro de Atenção Psicossocial auxilia na recuperação de dependentes de álcool e drogas

Centro de Atenção Psicossocial auxilia na recuperação de dependentes de álcool e drogas

Desde 2011, o Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS-AD) “Dr. Calil Buainain”, localizado na região central da cidade de Araraquara, presta atenção integral e continuada às pessoas com necessidades em decorrência do uso de álcool e outras drogas. O vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve, na quinta-feira (7), visitando a unidade, buscando entender melhor os serviços oferecidos e conhecer as demandas do local.

Atendendo cerca de 40 a 50 pessoas diariamente, o CAPS-AD recebe adultos e adolescentes que estão lutando contra o vício oriundo do uso abusivo e dependente de substâncias psicoativas. O local conta com salas de atividades, área de convivência e salas de atendimento médico e psiquiátrico, oferecendo café da manhã, almoço e lanche da tarde. A equipe profissional é formada por 17 funcionários, entre psicólogos, médicas, enfermeiros, terapeutas, farmacêuticos, técnicos, assistentes, auxiliares de limpeza e Guarda Civil Municipal.

A gestora, Stella Glenia Tostes Dias, explicou que “o paciente é avaliado desde o primeiro momento e cada caso é tratado com a devida particularidade”. Além disso, ela ressaltou a importância do CAPS-AD para a recuperação de quem utiliza o serviço. “Existem famílias, e também uma parte da população, que acredita na internação direta e imediata, mas não funciona assim. É o último recurso, depois de esgotados totalmente os outros. O CAPS, as casas de acolhimento e/ou terapêuticas, além do apoio da família, são fundamentais no caminho para se livrar do vício e ter uma vida normal em sociedade”, destacou.

SAIBA MAIS.:  8,2 toneladas de inservíveis são recolhidos em arrastão na cidade

Angeli percorreu as instalações da unidade e conversou com Amaury, um dos pacientes. “Passei por quatro internações e desde então estou aqui. É um lugar muito bom, onde aprendo os malefícios do vício por meio de atividades dinâmicas feitas pela equipe de profissionais”, contou.

Demandas

Segundo a gestora, o serviço já passou por dificuldades no passado, mas atualmente está funcionando bem. “Chegamos a trabalhar com a metade do quadro de funcionários que temos hoje. Posso dizer que estamos em nosso melhor momento”, pontuou.

SAIBA MAIS.:  Mourão defende reforma política após a conclusão da Previdência

Porém, há a necessidade de ajustar a questão do vale-transporte para os pacientes, procurando abranger mais pessoas. Tal seleção é feita em parceria com a Assistência Social, que analisa as condições socioeconômicas e a frequência nas atividades que fazem parte do tratamento.

Por fim, Stella propôs sugestões para melhorar ainda mais a atuação em prol da saúde mental. “Seria interessante ampliar os convênios entre o CAPS e as casas terapêuticas, abrindo a possibilidade de disponibilizar mais vagas. Outra sugestão é a criação de leitos psiquiátricos nos hospitais da cidade”, disse.

O parlamentar afirmou que irá encaminhar as demandas e sugestões relatadas pela gestora para a Prefeitura. “O CAPS-AD faz um trabalho excelente de recuperação de vidas e, com alguns detalhes que o poder público pode fazer, tenho certeza de que poderá ajudar mais pessoas que passam por este tipo de problema”, finalizou.

Caps-AD

A unidade fica na Avenida Sete de Setembro, nº 432, no Centro. O telefone é (16) 3322-3329.

x