Cidade

Correios entram em greve por tempo indeterminado

Falta de reajuste e possibilidade de privatização estão entre os motivos para a paralisação

Brasil 247

Os funcionários dos Correios de São Paulo decidiram em assembleia realizada nesta terça-feira (10) entrar em greve. De acordo com o Sintect (Sindicato Trabalhadores dos Correios de São Paulo), “a direção da empresa se nega a negociar, quer rebaixar direitos e salários e favorecer a privatização pretendida pelo governo”.

A categoria, que também já aprovou greve em outros estados, reivindica a reposição salarial e nos benefícios integrais no valor acumulado da inflação do período, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

SAIBA MAIS.:  Alameda Paulista enfrenta vazamento de esgoto e mau cheiro

“A intenção do governo e da direção da ECT está clara. É acabar com os benefícios da categoria. Por isso se negam a negociar o Acordo Coletivo. Nem com a prorrogação do Acordo e com o chamado do Tribunal Superior do Trabalho à negociação a direção da empresa aceitou o diálogo”, destaca nota do Sindicato.

X