Esporte

Jogo das Estrelas empolga público no Gigantão

Repleto de homenagens, o Jogo das Estrelas 2019 da LBF CAIXA reuniu as melhores jogadoras da temporada em uma festa que celebrou os 25 anos da Conquista do Mundial de 1994

O público presente ao Ginásio de Esportes Castello Branco (Gigantão), no sábado (8), assistiu à vitória em quadra do Time Aline Moura sobre o Time Raphaella Monteiro por 121 a 96, com a cestinha do jogo Isabela Ramona (22 pontos) e a MVP Meli Gretter comandando a equipe que jogou com réplicas do uniforme amarelo usado em 1994.

A equipe vencedora foi orientada pela dupla Antônio Carlos Vendramini (Vera Cruz Campinas) e Daniel Wattfy (Sesi/Araraquara). 

Pela equipe azul, comandada por Cristian Santander (Sampaio Basquete) e Bruno Guidorizzi (Santo André/Apaba), a cestinha foi a andreense Izabela, com 19 pontos e 20 de eficiência. A capitã Rapha Monteiro veio logo atrás, com 18 pontos em 58% de aproveitamento. 

Alguns dos pontos da noite foram convertidos pelas próprias campeãs mundiais, convidadas a participarem da festa também dentro de quadra. Magic Paula, Roseli, Helen Luz, Leila Sobral, Ruth, Simone Pontello e Adriana Santos mostraram que a classe e a técnica continuam apuradas.

SAIBA MAIS.:  Review Bolsa Térmica 26 L - QUECHUA

No intervalo da partida, as sete relembraram no telão os segundos finais da decisão sobre a China, que trouxe a conquista inédita e coroou uma geração que também contava com Hortência, Janeth, Alessandra, Cintia Tuiu e Dalila e era comandada por Miguel Ângelo da Luz. 

Enterradas

A segunda edição do Torneio de Enterradas teve na finalíssima uma réplica do clássico do ABC Paulista com o confronto entre a atual campeã Bianca (Santo André/Apaba) e a pivô Juliana (Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip). A pivô andreense não conseguiu completar a última enterrada e deixou o caminho livre para a nova campeã, de 1,85m e apenas 19 anos, mas dona de uma ótima impulsão. 

O Desafio de Habilidades trouxe a agilidade característica das armadoras da LBF CAIXA e neste ano quem reinou foi Ineidis Casanova. O “furacão cubano” da Uninassau/Cabo de Santo Agostinho passou por Joice (Ituano Basquete) e Alana (Santo André/Apaba) até enfrentar a sorocabana Aruzha na decisão e completar o circuito com a bola de três do título.

SAIBA MAIS.:  Como dormir quentinho neste inverno

Se os primeiros desafios trouxeram campeãs inéditas, a atual campeã Tassia (Blumenau) tratou de deixar tudo como antes no Torneio de Três Pontos e manteve o título conquistado na temporada passada, após uma final emocionante contra Luana, do Ituano, que foi resolvida apenas no desempate.

A Caixa Econômica Federal é a patrocinadora oficial da Liga de Basquete Feminino, que organiza a LBF CAIXA. A competição tem a ESPN e a TV NSports como parceiros de mídia oficiais e a bola oficial da Wilson.  (fonte: LBF)

X