Brasil Lava Jato

Lula, Dilma, Mantega, Palocci e Vaccari viram réus no “Quadrilhão do PT”

Organização criminosa

A Justiça Federal do Distrito Federal (JFDF) tornou réus por organização criminosa os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os ex-ministros Guido Mantega e Antônio Palocci e ainda o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Os cinco foram denunciados em ação penal apelidada de “Quadrilhão do PT”. A decisão (íntegra) é do juiz federal Vallisney de Souza Oliveira.

Segundo o juiz, os petistas integravam organização criminosa “quando de suas respectivas atuações como membros do Partido dos Trabalhadores (PT) e ainda por meio de condutas ligadas a exercício de mandatos como Presidentes da República, Ministros de Estados e de integrante do referido Partido, tendo sido cometidos diversos crimes contra a Administração Pública (entre os quais corrupção) e lavagem de dinheiro relacionados com o Ministério de Minas e Energia, Petrobrás, Construtoras Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e UTC, e J&F/BNDES”.

SAIBA MAIS.:  Operação prende prefeito de Niterói acusado de desvios milionários

Na denúncia o MPF acusa o grupo de praticar “uma miríade [quantidade grande e indeterminada] de delitos” na administração pública durante os governos do PT. As irregularidades resultaram em desvios de recursos públicos da ordem de R$ 1,4 bilhão.

Agora, na condição de réus, os cinco têm 15 dias para responder as acusações por escrito, indicar testemunhas de defesa e ainda produzir provas.

As investigações começaram a tramitar no Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado por envolver políticos com foro privilegiado como a senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. No entanto, o relator da Operação Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin, decidiu desmembrar o processo. A denúncia aceita nesta sexta tinha sido enviada para a 1ª Instância.

SAIBA MAIS.:  Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões

Leia aqui a íntegra da denúncia oferecida pelo então procuração-geral da República Rodrigo Janot.

Congresso em Foco.

0 comentário em “Lula, Dilma, Mantega, Palocci e Vaccari viram réus no “Quadrilhão do PT”

Deixe um comentário