Ferroviária

MELHORES DO INTERIOR NO PAULISTÃO (1951 – 2019)

Ferroviária em Campo...

A presença de clubes do interior do estado, no Campeonato Paulista, se solidificou na década de 1950. A partir de então, o futebol interiorano foi ganhando corpo e as agremiações começaram a pregar peças nos grandes.
Este levantamento mostra, em décadas, os destaques do futebol do interior paulista, ao longo de 69 anos.
Interessante notar que os clubes de Campinas – Guarani e Ponte Preta – pontificam, destacando-se entre os demais e estabelecendo um número elevado de vezes em que se tornaram os melhores do interior no Paulistão.
Contudo, ironicamente, bugrinos e pontepretanos jamais levantaram um título paulista, proeza conseguida por quatro clubes interioranos: Internacional (de Limeira), Bragantino (de Bragança Paulista), Ituano (de Itu) e São Caetano (de São Caetano do Sul), em 1986, 1990, 2002 e 2004, respectivamente. O Ituano voltou a ser campeão paulista em 2014.
Década de 1950
O melhor time do interior de São Paulo, na década de 1950, foi o Guarani de Campinas, que se destacou nos anos de 1951, 53 e 55. O alvi-verde do Brinco de Ouro foi seguido de perto pelos dois XV de Novembro, o de Piracicaba e o de Jaú. O primeiro, sendo o “primeirão” do interior em 1952 e 1958; o segundo, liderando os interioranos em 1954 (ao lado da Ponte) e em 1956.
Eis os melhores da década de 1950:
1951 – Guarani; 1952 – XV de Piracicaba; 1953 – Guarani; 1954 – XV de Jaú e Ponte Preta; 1955 – Guarani; 1956 – XV de Jaú; 1957 – Botafogo; 1958 – XV de Piracicaba; 1959 – Ferroviária; 1960 – Noroeste
Década de 1960
Em metade dos anos 60 a Ferroviária de Araraquara foi a melhor do interior: 1961, 62 (juntamente com o Botafogo de Ribeirão Preto), 67, 68 e 69. O São Bento de Sorocaba vem em seguida, mas bem aquém, com duas lideranças: 1963 e 65. A Ferroviária, porém, transcendeu, alçou-se à condição de melhor equipe do “interland” com sobras.
Os melhores dessa década:
1961 – Ferroviária; 1962 – Botafogo e Ferroviária; 1963 – São Bento de Sorocaba; 1964 – América e Guarani; 1965 – São Bento de Sorocaba; 1966 – Comercial de Ribeirão Preto; 1967 – Ferroviária; 1968 – Ferroviária; 1969 – Ferroviária; 1970 – Ponte Preta
Década de 1970
Ponte Preta e Guarani foram os melhores do interior nos anos 70, quase que de modo absoluto. Quatro vezes a Ponte e quatro vezes o Guarani  alcançaram o primeiro lugar do interior, em performances realmente notáveis.
Os melhores:
1971 – Ponte Preta; 1972 – Guarani; 1973 – Guarani; 1974 – Guarani; 1975 – América de São José do Rio Preto; 1976 – XV de Piracicaba; 1977 – Ponte Preta; 1978 – Guarani; 1979 – Ponte Preta; 1980 – Ponte Preta
Década de 1980
A ‘macaca” sobrou, exorbitou, esnobou no início dos anos 80. Quatro vezes melhor do interior, consecutivamente: de 1981 a 84. Internacional de Limeira e Guarani conseguiram o feito duas vezes cada.
Listagem dos melhores:
1981 – Ponte Preta; 1982 – Ponte Preta; 1983 – Ponte Preta; 1984 – Ponte Preta; 1985 – Guarani; 1986 – Internacional de Limeira (campeã paulista); 1987 – Internacional de Limeira; 1988 – Guarani; 1989 – São José (São José dos Campos); 1990 – Bragantino (Bragança Paulista), que se sagrou campeão paulista
Década de 1990
Disparadamente, o Guarani foi o “senhor” do futebol do interior bandeirante nos anos 90. Cinco vezes líder, o bugre extrapolou.
Os melhores:
1991 – Guarani; 1992 – Guarani; 1993 – Guarani; 1994 – América (de São José do Rio Preto); 1995 – Guarani; 1996 – Mogi Mirim; 1997 – União São João de Araras; 1998 – Guarani; 1999 – União Barbarense (de Santa Bárbara do Oeste); 2000 – Ponte Preta
Década de 2000
A primeira década do século 21 começou e terminou com o Botafogo de Ribeirão Preto liderando os interioranos: em 2001 e em 2010. Mas houve um equilíbrio extraordinário. Em dez anos, nove clubes na liderança do interior:
2001 – Botafogo; 2002 – Ituano (que se sagrou campeão paulista); 2003 – Portuguesa santista; 2004 – São Caetano (campeão paulista); 2005 – Santo André; 2006 – Noroeste; 2007 – Guaratinguetá; 2008 – Barueri; 2009 – Ponte Preta; 2010 – Botafogo
Década de 2010
Os melhores:
2011 – Oeste; 2012 – Mogi Mirim; 2013 – Ponte Preta; 2014 – Ituano (que se sagrou campeão paulista); 2015 – Ponte Preta; 2016 – Audax; 2017 – Ituano; 2018 – Ponte Preta; 2019 – Red Bull Brasil
Faltando um ano para o término da década, a Ponte Preta vem liderando com três conquistas. O Ituano soma duas. Está em aberto a disputa entre esses dois clubes, no fechamento da década em 2020.
Resumindo, o melhor de cada década no Paulistão, entre os clubes do interior:
Década de 1950 – Guarani (Campinas)
Década de 1960 – Ferroviária (Araraquara)
Década de 1970 – Ponte Preta e Guarani (Campinas)
Década de 1980 – Ponte Preta (Campinas)
Década de 1990 – Guarani (Campinas)
Década de 2000 – Botafogo (Ribeirão Preto)
Década de 2010 (parcial, faltando o ano de 2020) – Ponte Preta
Clubes mais vezes “melhor do interior”, de 1951 a 2019:
1º) Guarani e Ponte Preta, 15
3º) Ferroviária, 6
4º) Botafogo, 4
5º) Ituano, XV de Piracicaba e América, 3
Fontes:
RSSSF Brasil
O Caminho da Bola, Rubens Ribeiro – Gráfica da FPF
Arquivo pessoal
Pesquisa, elaboração e edição: VICENTE HENRIQUE BAROFFALDI e PAULO LUÍS MICALI

Ferroviária em Campo

0 comentário em “MELHORES DO INTERIOR NO PAULISTÃO (1951 – 2019)

Deixe um comentário

x