Política

Resíduos oriundos de fábrica de bebidas causam mau cheiro no Jardim Arangá

Mau cheiro

O vereador Edio Lopes recorreu ao Ministério Público com o intuito de solucionar a situação

Foto Ilustrativa

Um mau cheiro nas proximidades da empresa Heineken tem causado transtornos a quem vive na região. Depois de receber várias reclamações dos moradores e constatar que algumas dessas reclamações estavam pendentes na CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), o vereador e vice-presidente da Câmara, Edio Lopes (PT), procurou o Ministério Público (MPSP) com o intuito de resolver o problema.

SAIBA MAIS.:  Congresso vai aprovar reestruturação da carreira militar, diz ministro

Em conversa com o promotor José Carlos Monteiro, na tarde da quarta-feira (9), o parlamentar explicou o ocorrido e pediu a intervenção do MP. “O odor causa transtornos aos moradores e a quem passa pelo local. Quando chove, o mau cheiro fica ainda pior”, relatou Lopes.

Ainda durante a reunião, Monteiro entrou em contato com a CETESB, que já autuou a empresa, e solicitou a cópia do processo para que pudesse instalar inquérito civil. Ao final, Edio ainda destacou a importância do trabalho conjunto entre a Câmara Municipal e o MPSP. “Unir esforços para defender os interesses da população e do meio ambiente é papel do vereador e um compromisso da nossa gestão.”

SAIBA MAIS.:  31ª Semana Luís Antonio Martinez Corrêa – Festival de Teatro
x