Política

Reunião traça estratégias de estruturação do Núcleo de Mediação de Conflitos

Projeto envolve Secretaria Municipal de Cooperação...


 

Representantes da Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e de órgãos da Justiça Federal e Estadual se reuniram nesta sexta-feira (17), no Fórum Federal, para traçar estratégias de estruturação do Núcleo de Mediação de Conflitos envolvendo a Central de Conciliação da Justiça Federal (Cecon) e a Comissão da OAB Concilia.

Participaram da reunião o Juiz Coordenador Márcio Cristiano Ebert, representando a Cecon, e Susilaine Aparecida Vieira, Presidente da Comissão OAB Concilia; a Conciliadora da Cecon, Drª. Rosângela Cristina Gomes e seus membros Dr. João Batista da Silva, Drª Mariler Napoli e Dr. Ronie Correa Morratti; Dr. Tiago Romano, presidente da OAB Araraquara; o professor Edmundo Alves de Oliveira, representando a Universidade de Araraquara (Uniara), por meio de seu Departamento de Ciências Jurídicas; o Secretário Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Coronel João Alberto Nogueira Filho; o GCMII Alexandre Pomponi e a pedagoga Roberta Minotti, ambos membros do Núcleo de Projetos e Programas de Prevenção à Violência da Secretaria; o Tenente Coronel Adalberto José Ferreira e o Capitão Richard Severino de Souza, representantes do 13º BPMI, e Celina Garrido, gerente de Vigilância Socioassistencial, que representa o Programa “Territórios em Rede”, da secretaria municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

De acordo com o secretário João Alberto, o projeto surgiu após várias reuniões e interlocuções da Câmara Técnica de Prevenção à Violência, formada no Gabinete de Gestão Integrada, a fim de planejar ações, tendo como base a difusão da cultura da paz.

“A ideia é desenvolver um projeto de cidadania e pacificação e ainda desafogar o Judiciário. O objetivo é promover meios pacíficos de administração de conflitos de níveis interpessoais e comunitários que contribuam para prevenir, minimizar e evitar que estes se desdobrem em situações de violência e criminalidade. Também buscamos desenvolver instrumentos e ferramentas de intervenção capazes de reduzir os fatores de riscos e das vulnerabilidades sociais e de alavancar a promoção dos direitos humanos. Daí a importância que esses núcleos funcionem em territórios de maior vulnerabilidade social”, concluiu o secretário municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública.

Redação

SAIBA MAIS.:  “As Filhas da Deusa” trazem o Sagrado Feminino para a Semana Luís Antonio

0 comentário em “Reunião traça estratégias de estruturação do Núcleo de Mediação de Conflitos

Deixe um comentário

x