ANEWS Obras Saúde

Terreno no Valle Verde é encontrado cheio de lixo

Dengue não!

Prefeito Edinho pediu novamente, em transmissão ao vivo na manhã de sábado (9), o apoio da população no combate aos criadouros do mosquito da dengue: ‘peço o mínimo de consciência’

Um terreno da Prefeitura no Residencial Valle Verde, que havia sido limpo na última quinta-feira (7), foi encontrado novamente tomado por lixo e materiais inservíveis na manhã de sábado (9). Ou seja, menos de 48 horas depois.

O prefeito Edinho esteve no local e, por meio de transmissão ao vivo pelo Facebook, pediu a colaboração da população para que esse tipo de atitude não se repita. Afinal, o lixo acumula água parada, que se transforma em criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue.

“Esse terreno foi limpo quinta-feira [dia 7]. A Prefeitura esteve aqui e limpou. Agora tem vários inservíveis jogados. Tem lixo domiciliar, que o caminhão da Prefeitura passa regularmente recolhendo. Se chover, isso vira um criadouro do mosquito. A Prefeitura está tentando fazer a sua parte e limpa as suas áreas”, declarou o prefeito.

SAIBA MAIS.:  TINTA BRUTA | EM CARTAZ - 19 março

“Isso é inaceitável. Peço que a população nos ajude a fiscalizar. Não tem nenhuma justificativa para um terreno limpo na quinta-feira já estar assim. É uma área que não ficou limpa nem por 48 horas. Peço o mínimo de consciência. As pessoas estão morrendo por causa da dengue. Se você jogou o lixo no terreno, esse mosquito pode picar você e levar dengue para a sua casa. E, se você não mora na região e veio para cá jogar, tem gente com a mesma falta de consciência que você e jogando perto da sua casa. Ou nós aumentamos nossa cidadania e compromisso com o próximo ou não conseguiremos derrotar a dengue”, explicou Edinho.

Além do risco de formar criadouros da dengue, o lixo jogado em terrenos daquela região de Araraquara gera outro problema, já que estão localizados ao lado da nascente do Ribeirão das Cruzes.

“Nossa represa já foi responsável por 40% da água consumida pela população em Araraquara. Quando chove, esse lixo vai para dentro do córrego. Esta área deveria ser respeitada por todos, mas virou depósito de lixo. É um manancial importante e está tomado de lixo dessa forma”, disse o prefeito que, após a live, acompanhou o trabalho de remoção de entulhos na margem do Ribeirão das Cruzes.

SAIBA MAIS.:  Malafaia pede para Eduardo Bolsonaro ficar de “boca fechada” e parar de “falar asneira”

Em dados atualizados pela Vigilância Epidemiológica nesta segunda-feira (11), foram contabilizados 2.790 casos de dengue em Araraquara desde o início do ano. Três pessoas morreram em decorrência da doença e outras quatro mortes são investigadas.

Ações
Além do ‘fumacê’ e dos mutirões de limpeza aos sábados, a Prefeitura intensificou as notificações e multas nos locais em que podem se proliferar criadouros e ampliou o acolhimento ambulatorial a pacientes que possivelmente tenham contraído a dengue.

O primeiro Polo de Atendimento à Dengue foi aberto no Cear, funcionando diariamente das 7h às 17h. Outro polo entrou em funcionamento na Rua Voluntários da Pátria (Rua 5), nº 2310, no Centro. O novo local atende todos os dias, inclusive aos finais de semana, das 7h às 20h.