ANEWS Política

Veja a programação do Mês da Mulher

Programação do Mês Internacional da Mulher chega repleta de atividades gratuitas

Programação é gratuita e apresenta campanha educativa, show, rodas de conversa, palestras, aula inaugural, basquete, audiência pública, atividades que envolvem economia solidária, sarau, premiação

Nesta sexta-feira, 08 de março – Dia Internacional da Mulher, a Coordenadoria Executiva de Políticas para as Mulheres dá início a sua programação em homenagem às mulheres, sob a temática “Trançando gerações – mulheres, trajetórias e desafios / Pelos direitos das meninas, mulheres e idosas: por nossas vidas!”.

A programação realizada pela Prefeitura de Araraquara é totalmente gratuita e apresenta campanha educativa, show musical, rodas de conversa, palestras, aula inaugural, jogo de basquete, audiência pública, atividades que envolvem economia solidária, sarau, premiação.

Confira tudo o que será realizado em Araraquara e lembre-se que o fone de plantão do Centro de Referência da Mulher, para a ajuda de mulheres,  é o (16) 99762-0697. Mais informações sobre a programação de março podem ser conferidas no site da Prefeitura de Araraquara.

Arte e cultura – A primeira das ações, na verdade, foi realizada durante o Carnaval da Paz e Cidadania 2019: foi a campanha do ‘Carnaval sem assédio: Não é não’, que apresentou intervenções artísticas e distribuiu material informativo durante os eventos de Carnaval de rua.

Oficialmente, a programação tem início nesta sexta-feira, com o show da cantora Kell Smith, a partir das 20 horas no CEAR. A cantora traz em seu repertório músicas que dão vozes às mulheres, abordando o direito de cada mulher gerar as regras do seu próprio corpo e discorrendo sobre a busca das mulheres pela igualdade, a luta e o empoderamento feminino. Uma de suas preocupações é a de fazer a voz das mulheres ser ouvida, principalmente diante dos alarmantes números sobre estupro e feminicídio no mundo.

Também no dia 08 tem início a exposição “Elas”, na Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa, com obras de artistas araraquarenses de diferentes gerações e que integram o acervo da Pinacoteca Mário Ybarra de Almeida.

O Teatro Wallace Leal recebe uma programação alusiva ao Dia Internacional contra a Discriminação Racial – Mulheres Negras e Expressões Artísticas e Literárias”, no dia 23 de março, a partir das 19 horas. A programação apresenta: roda de conversa (19h), Sarau das Minas, com “microfone aberto para as minas que rimam” (20h), show de samba com Bel Souza (21h), show com Allydi (22h).

Rodas de conversa e palestras – As rodas de conversam tiveram início nesta quinta, 07 de março, com o tema “gerações e os desafios de ser mulher”, nas Frentes da Cidadania – Espaço Kaparaó, na Vila Yamada. Também no dia 07 ocorreu a palestra “Violência doméstica e feminicídio”, na Distribuidora de Medicamentos Santa Cruz, no Quitandinha.

A programação conta com um encontro da Rede de Proteção à Mulher no Município de Araraquara, no dia 08 de março, abordando “avanços e desafios”. Será às 14 horas, na Sede da Associação de Advogados de S. Paulo, em frente ao Fórum, no Carmo.

SAIBA MAIS.:  Posse da nova diretoria da OAB Araraquara

No dia 09 de março, tem o grupo de Apoio ao Parto, com o tema “violência obstétrica e direitos das gestantes”, com a advogada Maria Cristina Venerando e Giovana Cardozo. A atividade é às 15 horas, no centro de Referência da Mulher.

No PROMAIP – Programa Municipal de Acolhimento Institucional Provisório, no dia 11, às 9h30 e também às 14 horas, será realizado uma roda de conversa sobre “os desafios de ser menina” (a atividade também acontece na Oficina das Meninas, no Parque Alvorada, no dia 18, em três horários: 9h30, 13h45 e 16h15).

Já a roda de conversa sobre “masculinidades e violência contra a mulher” está na programação: do dia 12, no NEJA – Núcleo de Educação de Jovens e Adultos, às 19 horas; e do dia 19 de março no Centro Nossa Senhora das Mercês, no Jardim São Rafael, às 9 e 14 horas; depois às 19 horas na Educação de Jovens e Adultos do Caic Prefeito Rubens Cruz, no Selmi Dei. No dia 29, no Lar Capaz, no Residencial Elvio Lupo, às 15 horas, haverá uma roda sobre “masculinidades e violência de gênero”.

No dia 14, na Gota de Leite, às 11 e 17 horas, os profissionais de Saúde são convidados para saber mais sobre “violência contra a mulher e protocolos de atendimento”.

No Centro Dia do Idoso, no Carmo, no dia 22, às 10 horas, haverá a roda de conversa intergeracional com mulheres, abordando “os desafios de ser uma mulher idosa”.

Economia Solidária – Durante o Congresso Internacional de Democracia Participativa – Participação Popular e Economia Solidária”, no dia 15 de março, às 16h30, no Centro Internacional de Convenção, será realizada a roda de conversa “Mulheres na economia solidária: possibilidades de reconhecimento e emancipação social”. Participam: Maria Fernanda Marcelino e Vera Machado (SOF – Sempreviva Organização Feminista), Marta Joaquim (Cooperativa Acácia), Jiseli Dias de Santana (AMA – Associação de Mulheres do Assentamento Monte Alegre).

Na mesma linha, no dia 21, às 19 horas, acontece a roda de conversa sobre “mulheres, economia criativa e solidária”, no estacionamento da UPA Valle Verde. A organização é da ALESP, por meio do mandato da deputada estadual Márcia Lia e com o apoio da Coordenadoria de Mulheres e Coordenadoria de Trabalho e Economia Criativa e Solidária.

Esporte – No dia 08 de março será realizada a abertura da edição 2019 da Liga de Basquete Feminino, num confronto entre o estreante Sesi Araraquara contra o atual campeão: Campinas. O jogo será realizado no Gigantão, com horário previsto para às 19 horas.

SAIBA MAIS.:  “Hortências Vive” promove domingo de saúde e bem-estar

Promotoras Legais e audiência pública – Uma aula inaugural também está na programação do Mês das Mulheres: será no dia 16 de março, às 9 horas, com a 3ª Turma de Promotoras Legais Populares de Araraquara, com organização do Coletivo Bennu. A atividade, que acontece na Biblioteca Municipal, conta com o apoio da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, Uniara e Centro de Referência da Mulher de Araraquara.

A audiência pública “Combater o crescimento da violência sexual contra meninas e mulheres em Araraquara: estratégias de identificação da violência e protocolos de atendimento às vítimas” está marcada para o dia 18, às 19 horas, na Câmara Municipal. A atividade tem organização do mandato da vereadora Thainara Faria, do Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher e da Coordenadoria de Políticas para Mulheres.

Premiação e prestação de contas – A entrega do Prêmio Heleieth Saffioti, que será entregue à professora Dulce Whitaker, acontece no dia 27, às 19 horas, em solenidade na Câmara Municipal de Araraquara.

O prefeito Edinho Silva, no dia 29, às 9 horas, na Sala de Reuniões da Prefeitura, realiza a prestação de contas das Políticas para Mulheres e faz a entrega do Guia de Serviços para a Mulher de Araraquara ao Conselho Municipal – é a segunda edição do “Café da Manhã com o Prefeito”.

CRM nos CRAS – O Centro de Referência da Mulher tem uma programação totalmente voltada para o atendimento nos CRAS, com rodas de conversa sobre “gerações de mulheres e desafios: do combate à violência aos projetos de futuro”.

A extensa agenda de atividades pode ser sintetizada da seguinte forma: CRAS do Vale do Sol (dia 12, às 9h), CRAS do Parque Hortênsias (dia 12, às 13h30), CRAS do Selmi Dei (dia 13, às 8h30; e no dia 15, às 9h30), NEJA – Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (dia 13, às 14h), Grupo de Idosas – CRAS Parque São Paulo (dia 14, às 8h30), Grupo de Idosas – CRAS do Cecap (dia 20, às 8h30), CRAS Maria Luiza (dia 20, às 10h), Grupo de Idosos – CRAS do Jardim Maria Luiza (dia 21, às 9h), Grupo de Adolescentes – CRAS do Jardim Maria Luiza (dia 21, às 14h), Grupo de Adolescentes – CRAS do São Rafael (dia 22, às 14h), CRAS São Rafael (dia 27, às 8h30), Grupo com Famílias – CRAS do Cecap (dia 28, às 9h) e Grupo de Adolescentes – CRAS Yolanda (dia 28, às 14h).

X